quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Idoso que teve casa invadida e corpo queimado por invasor, em Redenção, morre no hospital; suspeito foi preso

A vítima, o senhor João Pinto de Farias, tinha 94 anos e teve 80% do corpo queimado. Ele teria flagrado o principal suspeito do crime, Arcelino José Martins de Oliveira, no momento da invasão à casa dele, no setor Átila Douglas. O suspeito já tem passagem pela polícia por arrombamentos e invasões de imóveis.
O senhor João Pinto de Farias, de 94 anos, resistiu bastante ao violento ataque que o deixou com 80% do corpo queimado, mas morreu nesta quarta-feira, 27 de março (Foto: Redes Sociais)

O senhor João Pinto de Farias, de 94 anos, morreu nesta quarta-feira (27). Ele não resistiu às graves queimaduras provocadas por um homem que invadiu a casa dele, em Redenção, no Sul do Pará. O crime ocorreu no final da noite de segunda-feira (25). Ele deu entrada no Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) com cerca de 80% do corpo queimado. O principal suspeito do crime, Arcelino José Martins de Oliveira, de 23 anos, foi preso. Ele já havia sido capturado antes por invasões e roubos a residências. As informações são de @redencao_pa.

João Pinto estava em casa, no setor Átila Douglas, quando o suspeito invadiu o imóvel. Pelas investigações da Polícia Civil, o idoso tentou reagir ao assalto. Porém, foi dominado pelo invasor, que ateou fogo no corpo da vítima. As chamas se espalharam pela casa e não há confirmação se algo chegou a ser roubado. O Corpo de Bombeiros Militar do Pará foi acionado e conteve o incêndio, enquanto o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) o socorreu para o HRPA.

Arcelino é o principal suspeito do crime. As imagens da casa do senhor João mostram uma pessoa muito semelhante e ele já havia sido preso anteriormente pelos crimes de arrombamento, invasão e furto em imóveis (Foto: Redes Sociais)

Pelas imagens do circuito de câmeras da casa de seu João, as polícias Civil e Militar conseguiram identificar o suspeito. As características apontavam para Arcelino, que já era conhecido por esse tipo de crimes envolvendo arrombamento e invasão de imóveis. No final da noite de terça-feira (26), policiais capturaram o homem na avenida Maria Ribeiro, no setor Marechal Rondon. Ele foi apresentado à Polícia Civil e está à disposição do Poder Judiciário. As investigações seguem para identificar se há mais pessoas envolvidas.

Como quem só esperava que uma resposta ao crime fosse dada, pouco tempo após a prisão de Arcelino — que segue sob investigação e condição de suspeito até a conclusão do inquérito policial e que o Ministério Público ofereça denúncia à Justiça — foi confirmado o óbito de João Pinto.

O Fato Regional respeita o princípio da presunção de inocência e sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações de @redencao_pa)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!