quarta-feira, 12 de junho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e mais seis pessoas depõem simultaneamente à Polícia Federal

Os depoimentos ocorrem dias após uma longa oitiva do ex-ajudante de ordens do ex-presidente, que durou cerca de 15 horas e tem sido mantido altíssimo sigilo
Bolsonaro e Michelle voltam a ser alvos da PF no suposto esquema de venda de joias que eram do Tesouro Nacional (Foto: Alan Santos / PR / Arquivo)

O ex-presidente Jair Bolsonaro e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro prestaram depoimento simultâneo nesta quinta-feira (31). Além deles, militares, advogados e assessores ligados à família também serão ouvidos simultaneamente. As oitivas são parte da operação “Lucas 12:2”, que investiga a suposta venda de presentes oficiais ao Governo Federal. O casal ficou em silêncio.

Foram convocados os advogados Fabio Wajngarten e Frederick Wassef; os assessores Marcelo Câmara e Osmar Crivellati; o coronel Mauro Barbosa Cid (ex-ajudante de ordens de Bolsonaro) e o pai dele, general da reserva Mauro César Lourena Cid. Os depoimentos serão simultâneos para evitar combinação de respostas e testar a segurança do que vão dizer cada um dos depoentes.

Cid teve um longo depoimento colhido pela Polícia Federal na segunda-feira (28). Foram cerca de 15 horas de depoimentos. Uma série de precauções foram tomadas para evitar vazamentos do que ele disse. Não se sabe se ele fez, durante todo esse tempo, uma delação premiada. A ideia é encontrar contradições ou surpresas entre o depoimento dele e dos que serão tomados nesta quinta-feira (31).

Os sigilos bancário e fiscal de Jair e Michelle foram quebrados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A PF investiga um esquema de venda dos presentes recebidos pelo ex-presidente e pela ex-primeira-dama, enquanto representantes do Governo Federal. Supostamente, as vendas começaram em junho de 2022.

Várias joias de alto valor foram recebidas por Jair e Michelle durante as viagens oficiais de governo. Entre elas, um kit de joias recebido na Arábia Saudita, que era composto de um relógio Rolex, um anel, abotoaduras e um rosário islâmico. Os bens, que eram do Tesouro Nacional, foram vendidos num esquema envolvendo os assessores, advogados e militares.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!