domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Jovem de Xinguara é morto com 17 tiros em Canaã dos Carajás; veja o vídeo

Nas redes sociais, a família de Miqueias da Silva Oliveira, de 23 anos, lamentou a morte do rapaz e pediu ajuda para o traslado do corpo de Canaã dos Carajás para Xinguara. A Polícia Civil analisa o vídeo que mostra a execução do jovem.
Miqueias, de Xinguara, foi morto com 17 tiros. Os estojos das munições foram encontrados no local do crime (Foto: Redes Sociais)

Miqueias da Silva Oliveira, de 23 anos, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (18), em Canaã dos Carajás, sudeste do Pará. O crime foi cometido por dois homens numa moto, perto do Bosque Gonzaguinha, conhecido ponto turístico da cidade. Pelo menos 17 tiros vitimaram o jovem que era de Xinguara, região sul do estado. Nas redes sociais, a família lamenta a morte do rapaz e pede ajuda para o traslado do corpo.

As causas do homicídio e cometido com tanta brutalidade estão sendo investigadas. A execução foi registrada num vídeo que circula pelas redes sociais e está sendo analisado pela Polícia Civil para buscar os suspeitos do crime. Miqueias estava de moto quando foi abordado pela dupla de assassinos. Foram encontrados 17 estojos de munição de pistola no local. As motivações ainda são desconhecidas.

Ainda nas redes sociais, algumas pessoas apontam que possivelmente um dos assassinos coloca algo perto do corpo de Miqueias antes de fugir. No entanto, também poderia estar retirando algo. Esse detalhe também está sendo objeto de investigação.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

O Fato Regional sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!