domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Jovem é morta a facadas em bar de Marabá por colega de trabalho após desavenças

Sara Nunes Ferreira confessou ter matado Ana Beatriz por conta de desavenças no trabalho e supostos contatos entre a vítima e o namorado da suspeita
Ana Beatriz Machado ainda esboçou uma reação após ter sido esfaqueada, mas não resistiu diante da intensa perda de sangue motivada por um motivo fútil (Foto: Facebook de Ana Beatriz)

Ana Beatriz Machado foi morta a facadas, na madrugada deste domingo (7), em Marabá, no sudeste do Pará. O crime ocorreu em um bar que fica no setor Novo Horizonte, pouco antes de 1h. A principal suspeita do crime, que inclusive confessou o homicídio e motivação, foi identificada como Sara Nunes Ferreira, uma colega de trabalho da vítima. Toda a dinâmica do caso foi registrada em vídeo.

Após uma rápida discussão, Sara e Ana Beatriz entraram em luta corporal e a vítima então recebeu um golpe de faca. Mesmo ferida, ela esboçou uma reação. Amarrou o cabelo e encarou a agressora, como se fosse continuar a luta. Porém, perdendo muito sangue rapidamente, ela cambaleou e desmaiou. A polícia já havia sido acionada.

Sara Nunes Ferreira recebeu voz de prisão em flagrante ao ser encontrada alterada, com a faca na mão, suja de sangue e ter confessado as motivações para atacar Ana Beatriz (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Uma equipe da Polícia Militar chegou ao local e encontrou com Sara, ainda com a faca em punho e bastante alterada. Ana Beatriz foi socorrida, ainda com vida, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), mas ela morreu a caminho do hospital. A suspeita do crime foi contida com algemas e apresentada à Polícia Civil, onde recebeu voz de prisão em flagrante. A faca foi apreendida.

Aos policiais, Sara confessou que tinha uma rixa com Ana Beatriz. Elas eram colegas de trabalho e já haviam discutido, supostamente, por fofocas. A tensão entre elas teria escalado, ainda segundo a suspeita, porque a vítima estaria tendo conversas com o namorado dela. Os relatos de Sara, que está à disposição do Poder Judiciário, estão sob investigação.

Nas redes sociais, familiares e amigos de Ana Beatriz lamentavam a morte da jovem e por um motivo fútil.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!