domingo, 14 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Outubro Rosa: Caminhada promove conscientização, prevenção e lazer a mais de 500 mulheres em Ourilândia do Norte

A caminhada saiu da praça das Crianças e foi concluída com festa, música, lanche e prêmios no ginásio poliesportivo Elias Seffer, encerrando a programação do Outubro Rosa de Ourilândia do Norte
A caminhada da prevenção e da conscientização pelo Outubro Rosa foi um sucesso e levou mais de 500 mulheres a uma programação sobre saúde, informação e lazer (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

No mês dedicado à prevenção do câncer de mama, a Secretaria Municipal de Saúde de Ourilândia do Norte, no sul do Pará, promoveu uma caminhada de conscientização na tarde de sexta-feira (27). O evento começou na praça das Crianças e terminou no ginásio poliesportivo Elias Seffer. A programação também alertou sobre a prevenção do câncer do colo uterino. Mais de 500 mulheres participaram do evento, que concluiu um mês inteiro de programações promovidas pela gestão do prefeito Dr. Júlio (Avante) e do vice-prefeito Alessandro (Avante).

O prefeito Dr. Júlio e a primeira-dama Daniela Dayrell estiveram acompanhados do vice-prefeito Alessandro para dialogar com a população sobre a prevenção ao câncer de mama e do colo uterino, com uma programação também voltada para ao lazer, bem-estar e sorteio de prêmios (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

 

“Não é só um laço rosa. No mês de outubro se intensificam as campanhas de prevenção desse tipo de câncer que mais mata mulheres no mundo. Faça o autoexame e procure a unidade de saúde mais próxima. Homens, maridos, namorados, filhos, amigos… ajudem as mulheres também a se cuidarem. Foi uma caminhada maravilhosa que terminou com lanches, prêmios, música, depoimentos e o mais importante de tudo: conscientização”, disse a primeira-dama de Ourilândia, Daniela Dayrell, anfitriã do evento e responsável por programações sociais que aproximam a prefeitura e a população ourilandense.

Para o prefeito Dr. Júlio César, o momento foi o clímax da campanha Outubro Rosa de Ourilândia do Norte, que reuniu diversas programações e eventos durante o mês, além de cuidados intensificados na rede municipal de saúde. Com a presença da várias mulheres na caminhada, a expectativa é de que a cultura de prevenção fique marcada na população. “Mulheres, não deixem de fazer seus exames. E você, homem, que tem uma esposa, namorada, amiga, irmã, mãe, filha, tia, não deixe de orientar e pedir que elas se previnam, procurem um posto e agendem seus exames”, comentou.

A caminhada do Outubro Rosa de Ourilândia do Norte foi considerada um sucesso de público e deve fazer parte do calendário oficial de programações municipais (Foto: Wesley Costa / Fato Regional)

 

Após a caminhada, as mais de 500 mulheres que participaram da programação tiveram um momento de lazer e descontração, com exercícios, música, lanche e sorteio de vários prêmios. A primeira-dama Daniela deu destaque a algumas mulheres convidadas, que ganharam espaço no palco principal para depoimentos sobre a prevenção do câncer de mama e importância de cuidados com a saúde na prevenção de outros cânceres, como do colo uterino.

Meta de mamografias no Brasil é abaixo da meta mundial e Outubro Rosa é fundamental

A meta de cobertura de mamografias é de 70%, como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas o Brasil malmente tem passado de 30%, na faixa de 50 a 69 anos. Historicamente, a região Norte apresenta o pior cenário, com cobertura de mamografias abaixo de 13% em praticamente todos os municípios. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (Inca). No levantamento, 55% das mulheres do Pará só descobrem o câncer de mama quando já é tarde.

A pesquisa do Inca é um dos motivos pelos quais existe a campanha Outubro Rosa. Os dados do instituto mostram que 54% das mulheres brasileiras subestimam a importância da mamografia – principal exame de rastreamento, como afirma a Sociedade Brasileira de Mastologia. Até o final deste ano, estima-se que mais de 73 mil novos casos de câncer de mama serão registrados no Brasil. E o diagnóstico tardio dificulta o tratamento. Se iniciado a tempo, a chance de cura é superior a 90%.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!