quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Primeira criança indígena da etnia Kayapó nasce no Maternidade Geiza Dantas, em Ourilândia do Norte

A equipe conseguiu realizar o parto de um bebê na sexta-feira (22), cuja mãe é uma jovem de 16 anos da etnia Kayapó. A família agradeceu pelo atendimento da equipe de médicos e enfermeiros no hospital materno-infantil, que garantiu que a primeira criança indígena nascesse num dos maiores projetos de saúde pública da gestão do prefeito Dr. Júlio.
O primeiro bebê Kayapó nascido na maternidade de Ourilândia do Norte (Foto: Ascom PMON)

O Hospital Materno-Infantil – Geiza Dantas, em Ourilândia do Norte, no sul do Pará, registrou o nascimento da primeira criança indígena da etnia Kayapó. O parto, por cesárea, foi feito na sexta-feira (22). A gravidez apresentava certo risco, já que a mãe era uma adolescente de 16 anos. Mas tudo certo e todos estão bem e se recuperando.

A maternidade é um dos maiores projetos da gestão do prefeito Dr. Júlio César (MDB) e do vice Alessandro (PL), que tornaram Ourilândia do Norte numa referência em saúde pública na região Sul do Pará (Região de Integração do Araguaia). O hospital materno-infantil se soma ao Hospital Municipal Jadson Pesconi, o Centro de Especialidades Odontológicas, o Hospital Regional Público da PA-279 e toda a rede municipal básica.

“Este momento especial ressalta não apenas a riqueza da diversidade cultural, mas também o compromisso da maternidade em oferecer um ambiente acolhedor e inclusivo para todas as famílias e culturas”, comentou o prefeito Dr. Júlio. Ele destaca a importância da maternidade por trazer um novo conceito em pediatria, neonatologia e obstetrícia na região Sul do Pará.

O Hospital Materno-Infantil de Ourilândia do Norte – Geiza Dantas (Foto: Fato Regional)

A cesariana é uma intervenção cirúrgica que pode ser necessária, em alguns casos, para salvar a vida da mãe ou do bebê durante o parto, como explica o médico-cirurgião André Mourão. “Todos passam bem, graças a Deus. Agradecemos a gestão de Dr. Júlio e Alessandro devido ao suporte e estrutura que temos. O bebê vai para o bercinho aquecido e fazer medicação e a mãe está sendo atendida”, comentou.

O Dr. André ao lado de Ekiti Kayapó, o avô do bebê (Foto: Ascom PMON)

Eketi Kayapó, avô do bebê, estava aliviado, pois conseguiu ver o nascimento da primeira neta. E ele agradeceu por todo o suporte, estrutura e atendimento acolhedor do Hospital Materno-Infantil – Geiza Dantas, de Ourilândia do Norte, em garantir o nascimento das próximas gerações Kayapó na região.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!