quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Redenção: mulher é torturada, tem dedos cortados e companheiro morto a facadas após ataque do ex dela

O suspeito do crime foi identificado como Kassio Dias, contra quem a sobrevivente do ataque — que teve a mão mutilada pelo ex-companheiro — tem duas medidas protetivas, não foi localizado. Diligências estão em curso para prender o autor do homicídio e da tentativa de feminicídio ocorrida no setor Aripuanã.
O crime ocorreu na rua Estevão Fontana, no setor Aripuanã. O principal suspeito do crime é o ex-companheiro de uma das vítimas da tentativa de feminicídio que teve como dano colateral o atual companheiro da mulher (Foto: Reprodução / Via 7 Segundos / Imagem Ilustrativa)

Leonardo Bezerra Mendes foi morto a facadas, na madrugada desta segunda-feira (25), em Redenção, no Sul do Pará. Ele e a companheira, R.M.S., foram alvos de um ataque que, segundo a sobrevivente, teria sido cometido pelo ex-companheiro dela, identificado como Kassio Dias. Ela já tinha duas medidas protetivas contra o suspeito, que conseguiu escapar após esfaquear Leonardo e cortar os dedos da mulher num ato de tortura.

A Polícia Militar foi acionada por volta de 0h30 para verificar uma ocorrência de esfaqueamento na rua Estevão Fontana, no setor Aripuanã. Chegando ao local, os policiais encontraram uma cena muito pior e configurava uma tentativa de feminicídio. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) foi acionado e levou Leonardo para o Hospital Regional Público do Araguaia, em Redenção. R.M.S. foi levada para o hospital municipal.

Leonardo chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos na barriga (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Por volta de 3h, Leonardo não resistiu ao ferimento e teve o óbito confirmado, como informa o @redencao_pa, no Instagram. Enquanto R.M.S. era atendida, ela relatou aos policiais quem seria o suspeito e contou um histórico de violência que resultou nas medidas protetivas contra ele. O suspeito seguia não aceitando o término da relação. Apesar da gravidade dos ferimentos e mutilação, a mulher tem quadro estável e não corre risco de morrer. Diligências foram feitas, mas Kassio não foi localizado.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

O Fato Regional respeita o princípio da presunção de inocência e sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações de @redencao_pa)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!