sexta-feira, 12 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Sapucaia, no Sul do Pará, é a cidade com maior índice de casamentos do Brasil, diz IBGE; veja o ranking completo da região

Com uma taxa de nupcialidade de 111 casamentos para cada 1 mil habitantes, Sapucaia desponta como o município com mais casamentos em todo o Brasil, que tem uma média de 6 uniões para cada 1 mil habitantes. Em segundo lugar vem Abel Figueiredo, no sudeste do Pará, com 71 casamentos para cada 1 mil habitantes.
Sapucaia, no Sul do Pará, teve quase 20 vezes a média nacional de nupcialidade, com 111,22 casamentos para cada 1 mil habitantes (Foto: Pedro Guerreiro / Agência Pará / Arquivo / Imagem Ilustrativa)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (27) uma série de novos dados da Pesquisa de Registros Civis, que traz um panorama sobre casamentos e divórcios no Brasil. A base do estudo é o ano de 2022 e mostra que foram registrados 970 mil casamentos e 420 mil divórcios. Na liderança do ranking das cidades com mais casamentos está Sapucaia, no Sul do Pará, que teve uma taxa de nupcialidade de 111,22 uniões para cada 1 mil habitantes, quase 20 vezes a média nacional.

Na média nacional, a taxa de nupcialidade é de 6 para cada 1 mil habitantes. As uniões, por mais absurdo que ainda possa parecer, leva em consideração pessoas de 15 anos ou mais. Porém, a idade legal no Brasil para casamento — com autorização familiar — é de 16 anos. Não há limite mínimo de idade para a condição de união estável e tramita no Congresso Nacional um projeto de lei para alterar a regra e ter 16 anos como idade de referência para esse tipo de união também. A pesquisa não leva em conta uniões não registradas em cartório.

Os dados brutos da pesquisa do IBGE não fazem distinção para estabelecer o ranking das cidades com mais casamentos do país. Mas há um dado segmentado: aumentou em 20% o número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, na comparação entre 2022 e 2021. Esse índice é cinco vezes maior que o crescimento registrado entre as de sexo oposto (que aumentaram 4%). As uniões homoafetivas aumentaram em todas as regiões, com destaque para o Norte (32,8%).

Mas nem tudo são flores nas vidas conjugais brasileiras. As taxas de divórcios aumentaram 8,6% e chegaram a 420 mil registros. Esse cálculo chega ao índice de 2,5 para cada 1 mil habitantes. As relações que deveriam ser até que a morte separasse também estão menos duradouras: em 2010, a média era de 16 anos e caiu, em 2022, para 13,8 anos.

Confira o ranking completo das cidades com maior taxa de nupcialidade do Sul do Pará:

Os dados do IBGE têm como base o ano de 2022

  1. Sapucaia
    Taxa de Nupcialidade: 111,22
    Taxa de Divórcio: 0
    475 casamentos
    0 divórcios
  2. Santa Maria das Barreiras
    Taxa de Nupcialidade: 13,13
    Taxa de Divórcio: 0,81
    162 casamentos
    10 divórcios
  3. Pau D’Arco
    Taxa de Nupcialidade: 10,68
    Taxa de Divórcio: 2,52
    55 casamentos
    13 divórcios
  4. Tucumã
    Taxa de Nupcialidade: 9,68
    Taxa de Divórcio: 0,88
    285 casamentos
    30 divórcios
  5. Redenção
    Taxa de Nupcialidade: 9,45
    Taxa de Divórcio: 2,64
    612 casamentos
    187 divórcios
  6. Ourilândia do Norte
    Taxa de Nupcialidade: 9,17
    Taxa de Divórcio: 1,49
    215 casamentos
    37 divórcios
  7. Xinguara
    Taxa de Nupcialidade: 9,08
    Taxa de Divórcio: 0,88
    362 casamentos
    40 divórcios
  8. Rio Maria
    Taxa de Nupcialidade: 8,29
    Taxa de Divórcio: 0,35
    118 casamentos
    9 divórcios
  9. Conceição do Araguaia
    Taxa de Nupcialidade: 7,95
    Taxa de Divórcio: 0,52
    274 casamentos
    22 divórcios
  10. Floresta do Araguaia
    Taxa de Nupcialidade: 7,22
    Taxa de Divórcio: 0,74
    97 casamentos
    10 divórcios
  11. São Félix do Xingu
    Taxa de Nupcialidade: 6,52
    Taxa de Divórcio: 0,54
    317 casamentos
    26 divórcios
  12. Água Azul do Norte
    Taxa de Nupcialidade: 5,3
    Taxa de Divórcio: 0,08
    70 casamentos
    1 divórcio
  13. Santana do Araguaia
    Taxa de Nupcialidade: 4,09
    Taxa de Divórcio: 0,63
    97 casamentos
    60 divórcios
  14. Bannach
    Taxa de Nupcialidade: 3,99
    Taxa de Divórcio: 0,33
    12 casamentos
    1 divórcios
  15. Cumaru do Norte
    Taxa de Nupcialidade: 3,82
    Taxa de Divórcio: 0,5
    38 casamentos
    5 divórcios

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!