domingo, 19 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

10% da população indígena do estado vive na região Sul do Pará; Cumaru do Norte é o município com mais indígenas na região

Com números próximos de Cumaru do Norte, São Félix do Xingu aparece em segundo lugar em tamanho da população indígena na região Sul do Pará, como aponta o IBGE. Veja os dados completos de cada um dos 15 municípios da Região de Integração do Araguaia.
O povo Kayapó é uma das maiores etnias presentes na região Sul do Pará, principalmente em Ourilândia e São Félix do Xingu (Foto: Rodolfo Oliveira / Agência Pará / Arquivo)

A Região de Integração do Araguaia, também conhecida como Sul do Pará — composta por 15 municípios —, concentra 10% do total da população indígena vivendo no estado. Os dados são de dois estudos recentes, ambos de 2023, que mapearam os territórios e etnias: um é do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e outro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês em que é celebrado o Dia Nacional dos Povos Indígenas, os levantamentos mostram a relevância e presença das comunidades originárias do Brasil.

Cumaru do Norte, como mostram os dados, é a cidade do Sul do Pará com a maior quantidade de indígenas residentes, chegando a 2.487. Logo em seguida está São Félix do Xingu, com 2.451. Apesar das várias aldeias em Ourilândia do Norte, o município conta com 1.468 indígenas, ficando em terceiro lugar no ranking regional. Xinguara, Tucumã, Rio Maria, Floresta do Araguaia e Sapucaia são os que têm as menores populações indígenas, com menos de 100 pessoas cada.

Pelos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país tem 1.693.535 indígenas residentes. No Pará, a população é de 80.974 indígenas, divididos entre 57 etnias, sendo 41.819 morando em terras indígenas e 39.155 em áreas urbanas, o que dá a proporção de cerca de 10% do total vivendo na Região de Integração do Araguaia.

O estudo do Incra concluiu um processo de inclusão de todas as Terras Indígenas (TIs) no Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR). Foram mapeadas 446 áreas que representam mais de 100 milhões de hectares, além de outras 11 TIs homologadas em processo final de regularização, chegando a 119 milhões de hectares, ou seja, cerca de 14% do território total do Brasil, que é de 850 milhões de hectares.

Os decretos de homologação foram assinados em abril de 2023 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O cadastro começou em junho. Para a Funai, os estudos garantem mapeamento e bases de dados qualificados das populações indígenas do Brasil, garantindo a dimensão e informações essenciais para o desenvolvimento de políticas públicas e estratégias para o bem-estar e dignidade dos povos originários do Brasil.

Veja quantos indígenas vivem em cada município do Sul do Pará:

  1. Cumaru do Norte: 2.487
  2. São Félix do Xingu: 2.451
  3. Ourilândia do Norte: 1.468
  4. Pau D’Arco: 460
  5. Redenção: 306
  6. Bannach: 216
  7. Água Azul do Norte: 176
  8. Santana do Araguaia: 145
  9. Santa Maria das Barreiras: 122
  10. Conceição do Araguaia: 107
  11. Xinguara: 56
  12. Tucumã: 39
  13. Rio Maria: 36
  14. Floresta do Araguaia: 30
  15. Sapucaia: 5

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!