sexta-feira, 24 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

4 artistas de Ourilândia e 2 de Tucumã estão entre selecionados na 1ª etapa do projeto Arte em Cores no Pará; veja lista completa

Na 4ª edição, o projeto que conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale registrou, ao todo, 132 inscrições de artistas visuais dos estados do Pará e do Maranhão. Os selecionados terão acesso a aulas sobre técnicas e linguagens artísticas, além de receberem monitoria remota. Para a produção dos painéis, serão destinadas premiações, ajudas de custo e divulgação.
Lippe Artes, um dos artistas selecionados pelo Arte em Cores e autor de um painel em Tucumã (Foto: Divulgação)

O projeto Arte em Cores divulga o resultado da seleção da primeira fase. A iniciativa, que conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, registrou 132 inscrições sendo 52 do Pará e 63 do Maranhão. Entre os aprovados estão 4 artistas de Ourilândia do Norte e 2 de Tucumã. Esta é a quarta edição do projeto, iniciado em 2020.

Além dos selecionados, o projeto divulga também os artistas suplentes escolhidos. Os painéis a serem produzidos vão celebrar as cidades paraenses e maranhenses, destacando peculiaridades, diversidade de riquezas e contextos culturais. A Comissão de Habilitação e Seleção se baseou em três critérios: criatividade, localização da obra e originalidade. São 25 vagas para cada estado.

“O resultado desta primeira etapa traz um conjunto de artistas diverso, inclusivo e que representa bem as diretrizes que orientam o Arte em Cores. Agora, o projeto entra na fase de validação dos selecionados. Em seguida, terá a etapa de realização das obras individuais. Além de valorizar o talento único de cada artista, o projeto incentiva a criação em equipe e realizará, posteriormente, uma segunda fase de seleção, para a criação de dois painéis coletivos: um em Canaã dos Carajás (PA) e outro em Bacabeira (MA)”, diz nota oficial do projeto.

O painel ‘A usura do homem’, de Fabiano Sousa, em Ourilândia do Norte (Foto: Divulgação)

Confira os talentos paraenses aprovados na 1ª etapa do Arte em Cores (em ordem alfabética):

  1. Ana Carolina Reis Ferreira Gomes (Ana) – Parauapebas
  2. Benedito Sousa (Bino Sousa) – Marabá
  3. Carlos André Vieira Mascarenhas (Carlinhos Pintor) – Tucumã
  4. Daniel Ferreira dos Santos (Daniel Ferreira) – Canaã dos Carajás
  5. Diana Serra Santos (Ártemis) – Canaã dos Carajás
  6. Eduardo de Souza Cherem (Che) – Parauapebas
  7. Elisvaldo – Marabá
  8. Eva Wendy Xavier Sousa (Eva) – Parauapebas
  9. Felipe Barros Santos (Lippe Artes) – Tucumã
  10. Fiama Rodrigues Silva (Fiama) – Marabá
  11. Ghennitty Max Ferro Morais (Ghen) – Marabá
  12. Iramar Gomes Candido (IramarART) – Parauapebas
  13. Jonas Barros – Marabá
  14. Leonardo David dos Santos Lima (Bahia) – Canaã dos Carajás
  15. Madlene Mav – Curionópolis
  16. Madson Fábio Medeiros Pantoja (Madson) – Parauapebas
  17. Matheus Feitosa (Dash) – Parauapebas
  18. Nhakbjere Kayapó (Kamila Kayapó) – Ourilândia do Norte
  19. Pydjyre Kayapó (Pydjyre) – Ourilândia do Norte
  20. Rodrigo Martins Ferreira (ROD) – Parauapebas
  21. Rui Rodrigues Alves (Ruy Artes) – Eldorado do Carajás
  22. Tainá Cristina França da Silva (Tai Cristina) – Ourilândia do Norte
  23. Tarcísio Augusto Santos do Rosário (Tarcísio Rosário Art) – Parauapebas
  24. Wendrel de Andrade Dias (Diblack) – Canaã dos Carajás
  25. Yure Nicolau Ferreira Oliveira Goulart (Yure) – Parauapebas

Suplentes em ordem de classificação:

  1. Fabiano Dias de Sousa (Fabiano Sousa) – Suplente 1 – Ourilândia do Norte
  2. Maraisa Moraes Paranhas (Maraisa) – Suplente 2 – Marabá
  3. Josean Martins de Oliveira (Martins) – Suplente 3 – Marabá
  4. Rildo Brasil – Suplente 4 – Marabá
  5. Pedro Kauê Dias Negreiros – Suplente 5 –Marabá
  6. Valdsom Carneiro Braga (Valdsom Braga) – Suplente 6 – Parauapebas

Todos os artistas visuais do Arte em Cores – 4ª Edição terão acesso a um conjunto de videoaulas sobre técnicas e linguagens artísticas, além de receberem monitoria remota. Para a produção dos painéis, serão destinadas premiações e ajudas de custo. Ao final do projeto, fotografias das obras produzidas serão expostas na Galeria Virtual do Arte em Cores, ampliando a visibilidade dos trabalhos e de seus respectivos autores para diversos públicos.

SERVIÇO

Arte em Cores 4ª edição – Pará e Maranhão
Lista de artistas selecionados: linktr.ee/arteemcoresmove
Mais informações pelo WhatsApp: (99) 99167-1734
Acesse o site e redes sociais do projeto:

SITE

INSTAGRAM

FACEBOOK

Trajetória do Arte tem Cores

Desde 2020, o Arte em Cores dedica-se a conectar pessoas e visibilizar o talento e a criatividade de artistas visuais do Maranhão e do Pará, bem como promover ações de capacitação e estimular a economia criativa. Ao longo de três edições, 175 artistas foram beneficiados e, além dos trabalhos individuais realizados em diversas cidades de ambos os estados, 7 grandes murais coletivos já foram produzidos em Açailândia (MA), Alto Alegre do Pindaré (MA), Buriticupu (MA), Belém (PA), Marabá (PA), que recebeu dois murais, e Parauapebas (PA). A Galeria Virtual do Arte em Cores reúne fotografias de todas as obras já realizadas, em uma exposição online que amplia o acesso à produção artística. Em 2024, o projeto chega à sua 4ª edição, dando continuidade ao histórico de sucesso na valorização da arte urbana. O Arte em Cores é viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, com patrocínio do Instituto Cultural Vale, apoio do Centro Cultural Tatajuba e realizado pelo Ateliê 22 e Ministério da Cultura – Governo Federal.

Sobre o Instituto Cultural Vale

O Instituto Cultural Vale parte do princípio de que viver a cultura possibilita às pessoas ampliarem sua visão de mundo e criarem novas perspectivas de futuro. Tem um importante papel na transformação social e busca democratizar o acesso, fomentar a arte, a cultura, o conhecimento e a difusão de diversas expressões artísticas do nosso país, ao mesmo tempo em que contribui para o fortalecimento da economia criativa. Nos anos 2020-2022, o Instituto Cultural Vale patrocinou mais de 600 projetos em mais de 24 estados e no Distrito Federal. Dentre eles, uma rede de espaços culturais próprios, patrocinados via Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, com visitação gratuita, identidade e vocação únicas: Memorial Minas Gerais Vale (MG), Museu Vale (ES), Centro Cultural Vale Maranhão (MA) e Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA). Onde tem Cultura, a Vale está. Visite o site do Instituto Cultural Vale.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!