sexta-feira, 24 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Arroba do boi gordo fecha 1ª quinzena de maio com relativa estabilidade frente a crise no RS; veja preços em Tucumã, São Félix do Xingu, Redenção e Água Azul do Norte

A estabilidade nas praças do Sul e Sudeste do Pará, registradas ao longo de praticamente todo o mês de abril, se mantêm neste final da primeira quinzena de maio, apesar de que frigoríficos e produtores acreditam que o mercado da pecuária de bovinos de corte deve ser desestabilizado nos próximos dias com as chuvas e alagamentos do Rio Grande do Sul, um dos principais estados do agro
Confira os preços do Boi Gordo no sul e sudeste do Pará e tendência do mercado nacional (Foto: Pedro Guerreiro / Agência Pará / Arquivo / Imagem Ilustrativa)

A primeira quinzena de maio está prestes a encerrar e o preço do boi gordo teve leve recuo nesta segunda-feira (13). A arroba foi cotada em R$ 230,15, em São Paulo (praça de referência). No Sul do Pará, um dos principais polos produtores do estado, o cenário apresenta estabilidade das arrobas desde o começo de abril. Por ora, as chuvas e estragos no Rio Grande do Sul — um dos grandes produtores brasileiros — ainda não tiveram reflexos no mercado local.

Os preços praticados no sul e no sudeste do Pará seguem distantes do valor de referência nacional e com poucas variações. Em Água Azul do Norte, São Félix do Xingu, Tucumã e Redenção, no Sul do Pará, os preços tiveram leves mudanças após quase dois meses de estabilidade. Já em Paragominas, no sudeste, cidade que já teve os preços mais valorizados dos últimos meses, segue estabilizada com a arroba a R$ 216,50. De modo geral, o preço das vacas gordas segue em baixa em todas as praças.

Produtores e frigoríficos consultados pelo Fato Regional acreditam que devem ocorrer grandes turbulências no mercado do boi gordo devido à tragédia climática do Rio Grande do Sul. No entanto, os efeitos de curto, médio e longo prazos estão sendo monitorados. Por enquanto, ainda não há razão para considerar uma crise nacional e variações bruscas nas proteínas, da mesma forma que o arroz não sofrerá desabastecimento.

Confira os preços da arroba do boi gordo nas principais praças do sul e sudeste do Pará nesta segunda-feira (06/05)

Água Azul do Norte

  • Boi China: R$ 210
  • Novilho China: R$ 190

São Félix do Xingu

  • Boi gordo: R$ 200
  • Vaca gorda: R$ 170

Tucumã

  • Boi gordo: R$ 205
  • Vaca gorda: R$ 175

Marabá

  • Boi gordo: R$ 205,50
  • Vaca gorda: R$ 180,50

Paragominas

  • Boi gordo: R$ 216,50
  • Vaca gorda: R$ 185,50

Redenção

  • Boi gordo: R$ 202,50
  • Vaca gorda: R$ 176

FONTES: FRIGOL, JBS, CEPEAMELHOR CÂMBIO E AGROLINK

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!