quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Brasil 1 e Espanha 0: Robinho é preso pela Polícia Federal e vai cumprir 9 anos de prisão por estupro

Diferente da judiciário da Espanha, que estabeleceu uma fiança de 1 milhão de euros para Daniel Alves na condenação também pelo crime de estupro, Robinho vai ficar preso no Brasil, por decisão do Superior Tribunal de Justiça, e com recurso para pagamento de fiança negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Robinho foi condenado por estuprar, junto a outros cinco brasileiros, uma mulher albanesa na Itália, em 2013 (Foto: Reprodução / Mais Novela / Via Terra)

Mais um ex-astro do futebol brasileiro está preso pelo crime de estupro. Após tripudiar da vítima e do processo, Robinho foi condenado a 9 anos de cadeia e teve o mandado de prisão cumprido na noite desta quinta-feira (21). Um gol do Judiciário do Brasil contra a justiça espanhola, que deu um preço para o mesmo crime e estabeleceu uma fiança de 1 milhão de euros para Daniel Alves. Dessa vez, um estuprador famoso não teve possibilidade de tratamento diferenciado, ainda que tenha ido para uma prisão “especial”.

Robinho foi condenado pela acusação de estupro coletivo de uma mulher albanesa, em 2013, na Itália. Foi condenado em três instâncias pela justiça italiana, sendo que a decisão final é de 2022. Ele já estava fora da Itália e a legislação brasileira impede extradições para cidadãos cumprirem pena fora. As autoridades acionaram o Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que então a pena fosse cumprida aqui. E assim o Judiciário do Brasil homologou a pena e determinou a prisão.

No recurso enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Luiz Fux pedalou e rejeitou o pedido de pagamento de fiança. Foi assim que Robinho acabou preso na casa dele, em Santos (SP). Outros cinco brasileiros foram investigados e um segundo, Ricardo Falco, também foi condenado a nove anos de prisão e deve ser alvo do mesmo pedido do judiciário italiano para que o Brasil determine a prisão do condenado.

Daniel Alves segue preso e o prazo para pagar a fiança de cerca de R$ 5,4 milhões está esgotando para escapar da prisão após ser condenado por estupro (Foto: Instagram)

Enquanto isso, Daniel Alves, na Espanha, recebeu a chance de não seguir preso, caso pagasse uma fiança de que soma cerca de R$ 5,4 milhões, numa conversão média do euro para o real. A vítima do outro ex-astro recusou dinheiro e disse que queria justiça. O judiciário espanhol, por outro lado, não levou isso em conta e estabeleceu o preço para estuprar uma mulher. Bola fora.

Vários rumores apontavam que Daniel Alves havia recebido o dinheiro da fiança de Neymar e família. Porém, o condenado por estupro não pagou e segue preso. O tempo limite para ele pagar a fiança encerra nesta sexta-feira (22) e a família de Neymar nega que tenha dado o dinheiro a Daniel Alves. A Justiça da Espanha ganhou acréscimos, no segundo tempo, para empatar o jogo de rechaçar totalmente o crime de estupro cometido por ricos e famosos e dizer não à cultura do estupro. Nessa partida, Brasil está ganhando de 1 a 0.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!