sexta-feira, 12 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

‘Quis fazer só maldade’, diz paraense preso após estuprar e matar mulher numa calçada em Goiás

O vídeo de uma câmera de segurança, que flagrou o estupro e agressões que resultaram na morte de Josiane Martins de Oliveira, circulou nas redes sociais desde esta quarta-feira (20). Ele foi preso em flagrante e confessou o crime com detalhes e frieza. Cledson é de Tucuruí, sudeste do Pará.
As imagens do flagrante de brutalidade de Cledson contra Josiane circularam o Brasil (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Cledson Baía Mota, natural de Tucuruí, sudeste do Pará, foi preso nesta quarta-feira (20) após estuprar e matar uma mulher em Nerópolis (GO). Uma câmera de segurança registrou todo o crime. As imagens chocantes, desde a chegada dele com a vítima, identificada como Josiane Martins de Oliveira, até os abusos e então agressões que resultaram na morte dela. Ele foi preso horas depois e confessou. Aos policiais, ele disse que estava se vingando e que só “quis fazer maldade”. As informações são do Jornal do Vale.

Cledson foi preso em Goiânia e vai responder pelos crimes de estupro, feminicídio e roubo (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Tudo ocorreu por volta de 3h20 desta quarta-feira. Pelas imagens que circularam as redes sociais por todo o Brasil, Cledson chegou à calçada e parecia analisar se estaria seguro no local. E então traz Josiane no colo. A mulher está desacordada. Ele a coloca no chão e deita ao lado dela. Ele a abraça e então momentos depois começa a tocar as partes íntimas dela e os abusos seguem. Após isso, começam as agressões físicas. A vítima é golpeada, jogada no chão e tem a cabeça esmagada com uma pedra.

Josiane, morta brutalmente por Cledson, teve a cabeça esmagada e estava com vários ferimentos pelo corpo após ter sido enfocada e abusada (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Após encontrarem o corpo e assistirem às imagens, as diligências foram iniciadas e Cledson foi preso em Goiânia (GO). Aos policiais, durante a confissão, o homem disse que havia sido roubado pela vítima e estava se vingando dela. Tudo teria ocorrido por conta de um programa — Josiane seria profissional do sexo — e para atrair a mulher, ele disse que queria ter outro programa. “Não tem perdão não, moço. Chamei ela e já era com intenção de fazer maldade. Só quis fazer maldade mesmo”. Ele estava com o celular de Josiane.

Cledson foi autuado por estupro, roubo e feminicídio com requintes de crueldade. Está à disposição do Poder Judiciário.

(Da Redação do Fato Regional, com informações de Jornal do Vale)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!