sexta-feira, 24 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Concurso Nacional Unificado tem provas adiadas em todo o Brasil após tragédia ambiental no Rio Grande do Sul

O chamado de 'Enem dos Concursos', após pressão social e uma ação da Defensoria Pública da União, foi adiado pelo Governo Federal, já que um estado inteiro não poderia participar. No Pará, haveria provas em 17 municípios, incluindo São Félix do Xingu, Redenção e Santana do Araguaia, no sul do estado
Dos 220 municípios onde ocorrerão provas do 'Enem dos Concursos', 17 serão no Pará, incluindo três cidades da região de integração do Araguaia, no sul do estado (Foto: Rodrigo Pinheiro / Agência Pará / Imagem Ilustrativa)

Devido às fortes chuvas que causaram a maior tragédia ambiental da história do Rio Grande do Sul e um das piores do Brasil, as provas do Concurso Público Nacional Unificado do Governo Federal foram adiadas. Isso porque um estado inteiro não teria condições de participar e há riscos de que os mesmos fenômenos possam avançar para outros estados. As provas seriam no domingo (5).

A confirmação do adiamento ocorreu nesta sexta-feira (3), após intensa pressão social e uma ação da Defensoria Pública da União (DPU). Em todo o país foram 2,5 milhões de inscritos, com provas que seriam aplicadas em 220 municípios. No Pará, as provas seriam em 17 cidades, incluindo São Félix do Xingu, Redenção, Santana do Araguaia, no sul do estado. Os novos cronogramas devem ser divulgados em breve.

“O compromisso do governo [é] que ninguém seja prejudicado. Ninguém pode deixar de participar do concurso porque está numa cidade em situação de emergência ou está numa cidade em que o bloqueio impede acesso à cidade onde vai ter a prova”, disse o ministro da Secretaria de Comunicação, Paulo Pimenta.

O Concurso Público Nacional Unificado do Governo Federal, também chamado de “Enem dos Concursos”, disponibilizou 6.640 vagas, sendo 5.948 para nível superior e 962 para nível médio. O objetivo é preencher cargos em 21 órgãos federais. Os salários vão de R$ 3,7 mil a R$ 23 mil. Os candidatos deverão ficar atentos a novos editais na página de acompanhamento do concurso, na plataforma GOV.BR para saber das próximas atualizações.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!