domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Em Rio Maria, Polícia Civil prende suposto faccionado do PCC por tráfico, homicídio e tentativa de homicídio

Havia um mandado de prisão contra o suspeito. O combate a facções criminosas faz parte do plano municipal de segurança pública de Rio Maria, que começou a ser elaborado nesta semana
O suposto faccionado tinha um mandado de prisão contra ele por homicídio e tentativa de homicídio (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu um homem em Rio Maria, no sul do Pará, por homicídio e tentativa de homicídio. A ação teve apoio da Polícia Militar para cumprimento do mandado de prisão contra o suspeito. Ele, como apontam as investigações, seria membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), originária do estado de São Paulo.

Nas investigações, “…o suspeito foi coautor de três homicídios ocorridos na cidade, bem como de outros homicídios tentados. Além disso, ele também é conhecido por fazer parte de uma organização criminosa. A disputa entre facções criminosas e a busca por território na venda de entorpecentes na região motivaram os assassinatos”, diz nota da Polícia Civil sobre o caso.

Ao ser preso, na última quarta-feira (8), o investigado confessou que possuía uma grande quantidade de drogas consigo. Foram encontradas e apreendidas 40 porções de pedra de crack — que foram encaminhadas para perícia — e uma balança de precisão. O suspeito já está à disposição do Poder Judiciário.

Material apreendido com o suspeito, que resultou na prisão em flagrante por tráfico de drogas (Foto: Polícia Civil)

 

O combate às organizações criminosas é um dos objetivos do Plano Municipal de Segurança Pública de Rio Maria, que começou a ser elaborado na terça-feira (7), com participação de órgãos de segurança, Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Poder Judiciário e Associação Comercial de Rio Maria.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações da Polícia Civil)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!