domingo, 14 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Faccionado suspeito de 4 homicídios morre em confronto com a Polícia Militar em Redenção

Marcone Silva Sousa teria atirado contra os policiais da 2ª Cime e 7º BPM que executavam a operação 'Fechando o Cerco', na madrugada desta quarta-feira (26), no setor Projeto Casulo. Foi apreendida a arma que usou e a moto que estava com ele, registrada como veículo roubado do Mato Grosso.
A arma e as chaves da moto encontrada com Marcone (Foto: PMPA)

Um suposto faccionado identificado como Marcone Silva Sousa, suspeito de pelo menos 4 homicídios, morreu numa troca de tiros com a Polícia Militar, em Redenção, no Sul do Pará. Ele era alvo da operação “Fechando o Cerco”, que tinha o objetivo de localizar suspeitos armados e com produtos de furtos e roubos no setor Projeto Casulo. Tudo ocorreu na madrugada desta quarta-feira (26).

A operação foi deflagrada por agentes do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e 2ª Companhia Independente de Missões Especiais (Cime). Eram aproximadamente 5h quando os policiais chegaram ao local indicado nas denúncias, com informações confirmadas pelo Setor de Inteligência. Marcone foi avistado e tentou fugir, mas rapidamente acabou encurralado.

Marcone levou um tiro no peito e morreu já no hospital municipal de Redenção (Foto: Redes Sociais)

Marcone, segundo os agentes de segurança pública, sacou uma arma e fez um disparo contra os policiais, mas não acertou. Um dos policiais revidou e o atingiu no peito com um único tiro. Foi o tempo de apreender a arma dele e encontrar uma moto Yamaha Fazer (placa SBZ-6I38), com registro de furto ou roubo no estado do Mato Grosso. O suspeito foi socorrido para o Hospital Municipal Iraci Machado de Araújo. Ele morreu durante o atendimento.

A moto encontrada com Marcone tinha registro de furto ou roubo no estado do Mato Grosso (Foto: PMPA)

A moto, a arma e os documentos de Marcone foram levados à Delegacia de Redenção, onde a Polícia Civil constatou o furto ou roubo da moto, a identidade do suspeito morto e as investigações que pesavam contra ele. O proprietário da moto será comunicado e a arma passará por perícia. As investigações vão seguir para tentar encontrar outros comparsas de Marcone .

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!