domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Nova pesquisa do Instituto Skala em Xinguara reafirma favoritismo de Osvaldinho para voltar à prefeitura

O ex-prefeito Osvaldinho desponta, na segunda pesquisa feita pelo Instituto Skala sobre as eleições para prefeito em Xinguara desde o ano passado, mostrou bom desempenho nas intenções de voto e a mais baixa taxa de rejeição entre todos os nomes cotados para o pleito em outubro.
O ex-prefeito de Xinguara, Osvaldinho, segundo pesquisa do Instituto Skala, é o favorito para assumir a prefeitura nas eleições de 2024 (Foto: Redes Sociais de Osvaldinho)

O Instituto Skala fez uma nova pesquisa com eleitores de Xinguara, no sul do Pará, divulgada nesta quarta-feira (7). O resultado, mais uma vez, apontou o favoritismo de Osvaldinho para assumir a prefeitura nas eleições deste ano. Em diferentes cenários propostos e mesmo de forma espontânea, ex-prefeito demonstra chances sólidas de vencer o pleito em outubro. O estudo foi realizado com 471 entrevistados, entre 29 e 31 de janeiro, e cumpriu todas as regras para registro junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA).

Na pesquisa espontânea — considerada a mais importante porque é a que demonstra intenções mais reais de voto — Osvaldinho foi a opção para 34% dos eleitores de Xinguara. Henrique Lauriano apareceu em segunda posição, com 9,5% de menções. Depois vieram Amarildo (4,8%), o atual prefeito Dr. Moacir (3,6%) e Davi Passos (1,2). Dr. Rivelino, Leandro Rodrigues e Thiago Fernando, juntos, não somaram 1%. Os que ainda não sabem em quem vão votar ou não opinaram nesta modalidade foram 46%.

Na modalidade estimulada, na qual o instituto apresentou nomes de candidatos cotados para as eleições deste ano, Osvaldinho teve ainda mais intenções de voto e foi mencionado por 53,9% dos eleitores. Henrique Lauriano apareceu em segunda posição, com 20%. Amarildo foi mencionado por 11,2% dos eleitores e Dr. Moacir por 5,9%. Dr. Rivelino foi a opção para 1,4%. Os que não sabiam, nessa etapa, foram 5,7%. Apenas 1,9% disseram que não votaria em nenhum.

Num segundo cenário específico de pesquisa estimulada e com menos candidatos, Osvaldinho cresceu ainda mais e teve intenção de voto de 69,1% dos eleitores entrevistados, caso disputasse apenas com Amarildo (15,7%) e Dr. Moacir (6,7%). Nessa fase do questionário, 4% não souberam responder e outros 4,5% não votariam em nenhuma das opções.

Já num cenário de disputa apenas contra o atual prefeito Dr. Moacir, Osvaldinho, segundo a pesquisa do Intituto Skala, iria vencer o pleito por 79,8% dos votos contra 8,1%. Nessa modalidade, os que não sabiam foram 4,8% e os que não votariam em ninguém foram 7,3%.

Já na pesquisa sobre rejeição — na qual são apresentados nomes e os eleitores dizem em quem não votariam de forma alguma —, o atual prefeito, Dr. Moacir, teve o índice mais alto, com 47,5%. Em seguida vcieram Amarildo (20,4%), Dr. Rivelino (8,6%) e Henrique Lauriano (2,4%). Osvaldinho teve a menor taxa de rejeição, com 1,7%. Os que não sentiram rejeição por nenhum dos candidatos somaram 15,9%. Os que não opinaram foram 3,5%.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!