terça-feira, 21 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

PF fecha garimpo ilegal de ouro em Rio Maria e resgata 6 trabalhadores em condição análoga à escravidão

A operação realizada nesta quarta-feira (3) ocorreu em três pontos e houve flagrante da extração ilegal de ouro, intoxicação do meio ambiente e trabalho escravo. As investigações seguem, mas ninguém foi preso.
O garimpo ilegal em Rio Maria, além de extrair minérios sem autorização, colocou trabalhadores, o meio ambiente e a população em risco pela possibilidade de intoxicação por mercúrio (Foto: Polícia Federal)

Um garimpo ilegal de ouro em Rio Maria, no Sul do Pará, foi encerrado, nesta quarta-feira (3), após uma operação da Polícia Federal. Os agentes encontraram seis trabalhadores em condições de trabalho análogas à escravidão. Ninguém foi preso, mas o responsável pela atividade minerária irregular já foi identificado. A área degradada chega a 11,3 hectares.

“Foram feitas diligências em três locais, sendo que em um deles a atividade ilícita foi flagrada. Após os procedimentos de polícia judiciária os trabalhadores foram liberados. Uma máquina escavadeira hidráulica e um motor de garimpo foram apreendidos, além de uma pequena quantidade de ouro, mercúrio e uma motosserra”, informou a PF.

O responsável pelo garimpo ilegal, como informou a PF, vai responder pelos crimes de usurpação de bens da União, crimes ambientais e trabalho escravo. É importante ressaltar que o mercúrio utilizado nos garimpos de ouro é altamente tóxico e de difícil limpeza e eliminação do meio ambiente, sendo capaz de contaminar a água e provocar diversos riscos à saúde da população.

Maquinário encontrado e apreendido pela PF junto a outros equipamentos, porções de mercúrio e de ouro já extraído (Foto: Polícia Federal)

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!