quarta-feira, 24 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

São Félix do Xingu, Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras são contemplados no Luz para Todos

Através do programa do Governo Federal, a Equatorial Pará vai investir R$ 2,6 bilhões e levar energia elétrica para mais 280 mil pessoas, com cerca 70 mil ligações convencionais e remotas serão realizadas em 55 municípios. Os investimentos deverão ser realizados até 2025 e até 2026, garante o ministro de Minas e Energia, todas as famílias do Pará deverão ter energia elétrica.
O evento de assinatura do maior contrato do Programa Luz Para Todos do Brasil ocorreu em Breves, no arquipélago do Marajó, com a presença do governador Helder Barbalho e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (Foto: Divulgação)

O Governo Federal dará início a mais uma etapa do programa Luz para Todos no Pará, beneficiando 55 municípios, com 70 mil novas ligações que podem beneficiar até 280 mil pessoas. A Equatorial Energia assinou o contrato, que atualmente é o maior do país, nesta quinta-feira, 29 de fevereiro, com a presença do governador Helder Barbalho e do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. No sul do Pará, entre as 15 cidades da Região de Integração do Araguaia, foram contemplados São Félix do Xingu, Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras.

Serão investidos R$ 2,6 bilhões pela empresa para fazer as novas ligações até 2025. 55 municípios, ao longo do período. No Programa Luz Para Todos convencional está prevista a realização de 415 travessias e 14 mil quilômetros de rede para atendimento de cerca de 40 mil ligações, além de ampliações em 18 subestações. Nos últimos 11 anos, o programa já teve mais de 170 mil ligações em todo o estado, com 680 mil pessoas beneficiadas.

São Félix do Xingu é uma das 55 cidades beneficiadas na nova edição do Programa Luz Para Todos (Foto: Ascom PMSFX)

No Programa Luz para Todos Remoto, que vão utilizar placas solares, serão feitas quase 30 mil ligações no estado. As obras beneficiarão principalmente as ilhas, mas também nove unidades de conservação, 4 aldeias indígenas da etnia Kayapó, 181 escolas, 57 postos da Secretaria da Saúde Indígena (Sesai), que atendem pelo menos 16 terras indígenas e outros locais que ainda não possuem energia.

“Todas as famílias do Pará terão energia até 2026. Estamos aqui para mostrar que o Luz para Todos voltou a iluminar a vida de brasileiras e brasileiros. É o maior programa de combate à pobreza energética do mundo, é dignidade para a nossa gente. Luz é sinônimo de vida, é segurança, é desenvolvimento e oportunidade de emprego”, comentou o ministro de Minas e Energia, Alexandro Silveira, durante o evento de assinatura do contrato, em Breves, no arquipélago do Marajó.

Atualmente, a Equatorial é responsável por cerca de 3 milhões de unidades consumidoras no Pará. “Nosso compromisso é trabalhar incansavelmente para que todos os paraenses possam ter acesso à energia com qualidade. Sem dúvidas, esse será mais um marco importante para toda a região e que nos trará ainda mais satisfação em contribuir de forma assertiva para o desenvolvimento local”, afirmou o CEO do Grupo Equatorial, Augusto Miranda.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!