domingo, 14 de julho de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Suspeito de matar um homem a pauladas, em Marabá, é preso por policiais de Água Azul do Norte

O caso ocorreu em outubro do ano passado, no núcleo São Félix I, em Marabá. Um acusação de roubo de celular fez com que Geovane Veloso Silva matasse Fabrício Teixeira Silva com pauladas. Ele foi preso numa operação conjunta da Polícia Civil com apoio da Polícia Militar.
Goevane vinha sendo procurado desde novembro de 2023 e foi capturado nesta quarta-feira, 26 de junho (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Geovane Veloso Silva foi preso nesta quarta-feira (26) por ser o principal suspeito de matar um homem em Marabá, no sudeste do Pará, em outubro do ano passado. A vítima, morta a pauladas, era Fabrício Teixeira da Silva, de 34 anos. Foragido desde então, o suspeito foi capturado numa ação da Polícia Civil de Água Azul do Norte, com apoio da Polícia Militar.

Geovane foi capturado numa ação da PC em Água Azul do Norte, com apoio da PM (Foto: Polícia Civil)

Havia um mandado de prisão contra Geovane. As investigações apontam que eles tiveram um briga no dia 30 de outubro de 2023. Fabrício o teria acusado de roubar um celular dele. A confusão escalou rapidamente e Geovane teria pegado um pedaço de pau. A vítima ficou desacordada após a barbárie e foi socorrida, em estado grave, para o Hospital Regional do Sudeste do Pará. Ele morreu 3 dias depois.

Geovane, suspeito de matar um homem de forma bárbara em Marabá, já está à disposição do Poder Judiciário (Foto: Polícia Civil)

Após 8 meses de investigação buscas, Geovane está preso, em Água Azul do Norte, e à disposição do Poder Judiciário. O Fato Regional respeita o princípio da presunção de inocência e sempre abre espaço para a defesa dos mencionados em casos policiais — se os advogados ou envolvidos acharem conveniente quaisquer manifestações —, garantindo amplo direito ao contraditório.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!