domingo, 19 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

VÍDEO: convênio entre Sebrae e Prefeitura de São Félix do Xingu leva capacitação sobre cooperativismo para produtoras de polpas de frutas

A Associação de Mulheres Produtoras de Polpas de Frutas (AMPPF) teve dois dias de capacitação e receberam orientação sobre como se tornar uma cooperativa e expandir os mercados para os produtos já conhecidos e consolidados. O curso foi uma ação do convênio "Cidade Empreendedora" e segue a política de valorização dos trabalhadores rurais de São Félix do Xingu
Foram dois dias de capacitação sobre cooperativismo e a transição para esse modelo com a Associação de Mulher Produtoras de Polpas de Frutas de São Félix do Xingu (Foto: Fato Regional)

A Prefeitura de São Félix do Xingu, na gestão do prefeito João Cleber (MDB), e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) firmaram o convênio “Cidade Empreendedora”. Através da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), o programa visa valorizar e capacitar trabalhadores rurais para potencializar negócios. Nesta semana, a Associação de Mulheres Produtoras de Polpas de Frutas (AMPPF) recebeu um curso de dois dias e já traçou a meta de se tornar uma cooperativa.

Marlos Peterle, titular da Semagri, destacou que a gestão do prefeito João Cleber tem o compromisso de valorizar o trabalhador do campo. Os agentes de desenvolvimento da prefeitura identificaram a demanda da AMPPF de crescer e conquistar novos mercados. “Foi com muito prazer que estamos trazendo um dos cursos desse convênio ‘Cidade Empreendedora’  com o Sebrae para a associação. E a expectativa é de que os conhecimentos adquiridos possam potencializar os negócios.

Maria Josefa Machado Neves, presidente da AMPPF, disse que a associação já tinha um plano de crescimento e de se tornar uma cooperativa. E o curso chegou no momento certo. “Foi muito importante, pois esse treinamento abriu nossas mentes sobre passos para podermos crescer. Queremos chegar tão alto quanto os nossos sonhos e certamente em um ano ou dois seremos uma cooperativa”. Alessandra Rodrigues de Souza, segunda secretária da associação, agradeceu ao prefeito João Cleber, Sebrae e Semagri pelo curso.

“Foi um trabalho gratificante para falar sobre o processo de transição para a cooperativa. Trata-se de um negócio já consolidado, pois essas mulheres da AMPPDF já trabalham no município com o fornecimento das polpas de frutas para a merenda escolar e podem buscar mais e novos mercados. Um grupo muito bom e com produto pronto. Agora é foco para progredir”, comentou Leonelso Fagundes, o instrutor do Sebrae convidado para o curso e especialista em cooperativismo.

Ficou interessado em saber como São Félix do Xingu está se tornando um polo de agroecologia e bioeconomia, acesse aqui uma outra reportagem do Fato Regional e que fala de outro projeto que envolve a AMPPF.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!