sexta-feira, 12 de abril de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Mulher na geladeira: filha de 13 anos é apreendida por envolvimento no caso que chocou Maceió; namorado e ‘sogro’ são presos

A morte de Flávia dos Santos Carneiro teria sido uma retaliação por ela proibir o relacionamento da filha de 13 anos com um homem de 22 anos. A briga que levou ao homicídio e à surpreendente ocultação de cadáver se deu na sexta-feira, 1º de março, após a vítima reprovar o plano do jovem casal de ir morar junto. O sogro da menina é suspeito de ser cúmplice. O crime só foi descoberto graças ao motorista de frete contratado para descartar a geladeira e que desconfiou do trabalho.
O motorista contratado para fazer uma mudança desconfiou que numa das viagens foi orientado a descartar a geladeira que estava nova, pesada e lacrada com fita em uma área de mata e acionou a polícia (Foto: Redes Sociais)

Nesta terça-feira (5), uma mulher foi encontrada morta dentro de uma geladeira, numa área de mata da cidade de Maceió, capital de Alagoas. Pelas investigações da Polícia Civil alagoana, Flávia dos Santos Carneiro, de 43 anos, teria sido morta numa retaliação por reprovar o relacionamento da filha dela, de 13 anos, com um rapaz de 22 anos. A adolescente foi apreendida e o jovem foi preso. O ‘sogro’ da menina também foi capturado por suspeita de ser cúmplice.

Neste primeiro momento, a linha de investigação da Polícia Civil de Alagoas é a seguinte: a filha de Flávia estaria planejando morar com o namorado, mas a relação não tinha aprovação da mãe e muito menos houve autorização para que essa relação avançasse e os dois morassem juntos. Na sexta-feira, 1º de março, a vítima e a filha tiveram uma intensa discussão. Nos depoimentos, a versão mais constante é de que o rapaz estava nessa briga e em algum momento Flávia recebeu um golpe na cabeça e desmaiou.

Ainda nas investigações, o namorado da adolescente teria esfaqueado Flávia até que ela morresse. A mulher foi colocada dentro da geladeira, na casa dela, onde ficou durante quatro dias. O casal seguiu com o plano que gerou a discussão com a vítima e se mudou para uma outra casa, a que o suspeito estava preparando para morar com a menina. A Polícia Civil, com base nos relatos dos dois, aponta que todos os rastros do crime foram encobertos com ajuda do pai do rapaz.

A Polícia Civil de Alagoas chegou ao caso após um motorista de frete, que foi contratado para levar a geladeira com o corpo de Flávia — ele não sabia do crime — solicitar ajuda por ter achado o trabalho estranho e suspeito. Ele disse que foi contratado para fazer duas viagens. A primeira com móveis e a segunda para levar a geladeira, que estava nova e lacrada com fita adesiva. No segundo trajeto, que foi acompanhado pelo pai do namorado da adolescente, o condutor foi orientado a descartar o eletrodoméstico que estava novo.

O fretista acionou a polícia, relatou tudo, apontou onde descartou a geladeira e o corpo foi encontrado, enrolado num lençol. O pai do namorado da menina foi o primeiro preso por ocultação de cadáver. Em seguida, a filha de Flávia foi apreendida e por ser adolescente, passará por procedimentos específicos pelo ato infracional equivalente ao crime de homicídio. O namorado dela foi capturado na noite desta terça-feira (5) e foi autuado por homicídio.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional, com informações do G1)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!