terça-feira, 21 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Ossada é encontrada pela Polícia Militar na PA-279, entre Tucumã e São Félix do Xingu

O achado ocorreu nesta segunda-feira (26) e possivelmente se trata dos restos mortais de um homem. A Polícia Civil pede que a população entre em contato com a Delegacia de Tucumã caso tenha algum parente desaparecido pela região e cujas roupas sejam reconhecidas
Tudo o que foi possível recuperar além dos ossos do cadáver, que serão encaminhados para perícia, foram as roupas e que podem ajudar na identificação, caso as pessoas tenham familiar ou amigo desaparecido na região (Foto: Polícia Civil)

Uma equipe da Polícia Militar encontrou uma ossada humana, nesta segunda-feira (26), em Tucumã, no sul do Pará. Os restos mortais possivelmente são de um homem, pista indicada pelas roupas que foram encontradas no mesmo local. A Polícia Civil espera contato de pessoas que tenham amigos ou familiares desaparecidos e que possam reconhecer as roupas. O achado macabro foi perto da entrada do Cuca.

Os restos mortais estavam perto da ponte na entrada do município de Tucumã, pela PA-279, em direção a São Félix do Xingu. Após encontrarem a ossada, os agentes do 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM), sob o comando do capitão Júlio, acionaram a Polícia Civil. Os ossos e as roupas foram separados para encaminhar à perícia, para tentar identificar quem seria a pessoa morta.

A ossada foi encontrada por uma equipe da Polícia Militar na ponte perto do Cuca, entre Tucumã e São Félix do Xingu (Foto: Jucelino Show / Especial para o Fato Regional)

Por enquanto, para a Polícia Civil, o a morte ter sido em decorrência de um homicídio e o corpo pode ter sido descartado no local. Mas por estar em condição de ossada, não há como analisar sem uma perícia detalhada e específica e sem informações sobre a identidade do cadáver. Por isso a Delegacia de Tucumã aguarda contatos de possíveis familiares e amigos.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). Se a informação for mais urgente, o ideal é ligar para o 190. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Não é necessário se identificar.

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!