domingo, 3 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Ministério Público e Polícia Militar discutem retomada da ronda escolar em Rio Maria

A retomada das rondas escolares da Polícia Militar de Rio Maria se unem às iniciativas da PM, do Ministério Público do Estado do Pará, prefeitura e comerciantes para a elaboração de um plano municipal de segurança pública. O serviço policial já recomeça com o início do ano letivo 2024.
A retomada da ronda escolar da PM em Rio Maria foi decidida após uma reunião entre o promotor Franklin e o comandante Genilson (Foto: MPPA / Divulgação)

As escolas de Rio Maria, no sul do Pará, voltarão a contar com ronda da Polícia Militar no início do ano letivo 2024. A decisão foi tomada após uma reunião, nesta terça-feira (30), entre o promotor de Justiça Franklin Jones Vieira da Silva e o comandante do Destacamento de Polícia Militar da cidade, Genilson Barbosa da Silva. A medida visa garantir a segurança de profissionais da educação, alunos e seus familiares que fazem parte das comunidades escolares.

Para o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), as rondas precisam contar com o efetivo normal para terem o efeito desejado de garantir a segurança das comunidades escolares para o ano letivo 2024. A Polícia Militar concordou com a importância e garantiu que o policiamento escolar voltará a ser feito. As ações fazem parte do plano municipal de segurança de Rio Maria, que vem sendo discutido desde o ano passado.

“A ronda escolar é uma medida importante para garantir a segurança dos nossos alunos e professores. A presença dos policiais militares nas escolas ajuda a prevenir a violência e a criminalidade, e também contribui para a formação de uma cultura de paz e respeito”, disse o promotor de Justiça Franklin Jones.

O comandante Genilson Barbosa, representando o Destacamento de Polícia Militar de Rio Maria, ressaltou ainda a relevância da ronda escolar para fortalecer os laços entre a comunidade escolar e a corporação. “A ronda escolar leva segurança às escolas, promove interação com os alunos, professores e polícia militar, e inibe a violência escolar e outros crimes. Com ações preventivas na segurança escolar, construímos um relacionamento de confiança e cooperação entre a comunidade”, concluiu.

(Da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!