sexta-feira, 1 de março de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Governador Helder Barbalho busca parcerias para ‘Pecuária Verde’ e apresenta medidas do Pará para o setor produtivo

O Programa de Rastreabilidade da Cadeia da Pecuária e o programa Selo Verde, implementados pelo Governo do Pará, são medidas pioneiras que garantem aos mercados nacional e internacional que o setor produtivo paraense está em consonância com a agenda mundial de preservação do meio ambiente
O governador do Pará, Helder Barbalho, apresentou as medidas do estado para valorizar a pecuária que respeita o meio ambiente e desestimular o comércio de animais oriundos de irregularidades (Foto: Divulgação / Agência Pará)

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), em mais participação no 54º Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, apresentou os avanços do estado na busca por uma pecuária sustentável. A sessão “A transição para uma Pecuária de Baixo Carbono no Brasil” discutiu quais seriam as soluções para a implementação de uma “pecuária verde”. Entre as ações apresentadas estão o Selo Verde e o programa de rastreabilidade.

Helder Barbalho destacou a oportunidade que a transformação da pecuária para um modelo sustentável representa a redução do desmatamento e aumento de renda. O governador atua para uma mobilização de um amplo grupo de stakeholders para que utilizem seus recursos coletivos, com foco em apoiar a transição do setor pecuário no Brasil, tendo a Climate Week 2024, Davos 2025 e a COP 30 como marcos importantes para a checagem do avanço.

“Desde 2020, com a plataforma Selo Verde, conseguimos enxergar a cadeia pecuária integralmente, desde o fornecedor indireto até o frigorífico. Depois, por meio do Módulo de Inteligência Territorial, que cruza todas as bases de dados de uso da terra, que também serviu como uma ferramenta de inteligência, chegamos à conclusão de que precisávamos dar um passo a mais em direção à integridade da cadeia, rastreando-a individualmente e atrelando a este processo o componente de aumento de produtividade e renda”, explicou o governador do Pará.

Os principais objetivos do Programa de Rastreabilidade da Cadeia da Pecuária, explicou Helder, são garantir que, por meio da identificação individual do rebanho, o comércio de animais oriundos de irregularidades ambientais seja desestimulado. E assim, garantindo novos mercados às indústrias localizadas no Pará e atraindo novas empresas e investimentos. O programa promove aos pecuaristas condições necessárias para um aumento de produtividade e renda sem aumento de área de pastagem.

“A rastreabilidade individual, lançada pelo Pará, pode inaugurar um novo momento de transparência e integridade na produção de commodities agrícolas no mundo. Mas para além disso, este novo sistema alimentar deve focar na intensificação da produção agrícola, aumentando a produtividade e renda por hectare”, pontuou Helder Barbalho.

O evento teve a participação das seguintes entidades:

  • Yara International (fertilizantes)
  • JBS (frigoríficos)
  • Rabobank (setor financeiro)
  • Academia Chinesa de Ciências (terceiro setor)
  • The Nature Conservancy (terceiro setor)
  • Instituto Igarapé (terceiro setor)
  • Bezos Earth Fund (terceiro setor)
  • Gordon and Betty Moore Foundation (terceiro setor)
  • Governo dos Estados Unidos (ente governamental)

(Da Redação do Fato Regional, com informações da Agência Pará)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!