segunda-feira, 27 de maio de 2024

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

FALE COM FATO REGIONAL

Envie Notícias, Fotos e Sugestões

Sul do Pará segue com tempestades até o final de semana, aponta Inmet; abril pode superar a média histórica de chuvas

Abril pode registrar a superação do nível médio histórico de chuvas previsto para o mês. Os 15 municípios do Sul do Pará já vinham enfrentando a força das chuvas desde o final de março, que deixaram um rastro de estragos, principalmente nas zonas rurais de São Félix do Xingu e Ourilândia do Norte
A população do Sul do Pará deve ficar atenta aos riscos de tempestades nos próximos dias (Foto: Wesley Costa / Fato Regional / Arquivo)

Todos os 15 municípios da região Sul do Pará estão sob alerta laranja de tempestades — o segundo mais grave na escala de riscos — até o final desta primeira semana de abril. A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A previsão é de que todo o mês ainda seja de chuvas intensas. Possivelmente, neste ano, a média histórica de chuvas no período pode ser superada. Os temporais também podem ocorrer nas regiões sudoeste e sudeste do estado.

Nas últimas semanas, a região Sul do Pará já vem sofrendo com estragos devido às chuva intensas. Entre alguns municípios mais afetados estão São Félix do Xingu e Ourilândia do Norte. Em ambas as cidades, os prefeitos João Cleber e Dr. Júlio determinaram, operações emergenciais para recuperação de estradas, pontes e bueiros.

O alerta laranja aponta para chuvas acumuladas de 50 a 100 milímetros — a partir de 50 mm/h já é considerada chuva intensa ou violenta —, chegando ao máximo de 100 mm por dia. As chuvas podem demorar bastante e devem vir acompanhadas de rajadas de vento (60 a 100 km/h) e descargas elétricas (relâmpagos). Há risco de queda de árvores e acidentes com raios. É recomendado não estacionar veículos próximos a torres de transmissão de energia e placas de propaganda.

Já no alerta amarelo, a previsão é de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Os ventos podem variar de 40 a 60 km/h. Os riscos de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas são menores que no alerta laranja, mas ainda assim podem ocorrer. Por isso, as Defesas Civis devem estar atentas à necessidade de agir, caso necessário, para auxiliar quem seja atingido. A recomendação é não usar aparelhos eletrônicos e celulares na tomada durante chuvas com raios.

Mapa das chuvas previstas para o Pará e outras regiões do Brasil (Foto: Inmet)

Municípios do Sul do Pará sob alerta laranja de tempestades:

  • Água Azul do Norte
  • Bannach
  • Conceição do Araguaia
  • Cumaru do Norte
  • Floresta do Araguaia
  • Ourilândia do Norte
  • Pau D’Arco
  • Redenção
  • Rio Maria
  • Santa Maria das Barreiras
  • Santana do Araguaia
  • São Félix do Xingu
  • Sapucaia
  • Tucumã
  • Xinguara

O Inmet também aponta que a primeira semana do mês o eixo indica que toda a região Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil devem registrar grandes acumulados de chuva, com valores superiores a 80 milímetros. Desde o ano passado, o clima brasileiro tem passado por mudanças bruscas, com chuvas intensas ou ondas graves de calor. Esses são efeitos da emergência climática vivida em todo o país e várias partes do mundo, alvo de discussões de líderes globais e tema central da COP 29 e da COP 30 (que será no Pará).

(Victor Furtado, da Redação do Fato Regional)


LEIA MAIS, NO FATO REGIONAL:

Siga o Fato Regional no Facebook e no Instagram!